domingo, 24 de abril de 2011

Relatório Municipal de Ijuí de 1924 - Parte I - Durante todo ano de 1923 houve muita insegurança na cidade de Ijuí. Constantes ameaças e ataques da Coluna Prestes. Bravamente a cidade resistiu e repeliu os revolucionários que queriam tomar a cidade. Muitos feridos, entre eles Ernesto Quaresma, e a morte do Tte. Cel. Júlio Aragão Bozano – o Dr. Bozano.

Relatório da Intendência Municipal de Ijuhy - ano de 1924 - Administração de Antonio Soares de Barros - o Cel. Dico. 
Outros destaques do Relatório Municipal ocorridos no ano de 1923:
  • O principal destaque é o relato do próprio Cel. Dico sobre o ataque e tentativa da Coluna Prestes tomar a cidade de Ijuí;
  • Em meio ao ataque a morte, na forma de emboscada, do Tte. Cel. Júlio de Aragão Bozano – o Dr. Bozano;
  • Ataque e combate as formigas – grande ameaça a agricultura local;
  • Construção de ponte sobre o rio Conceição;
  • Usina Velha em pleno funcionamento e ampliação do fornecimento de energia elétrica no município – e venda para Santo Ângelo;
  • Eleição do Ten. Cel. Alfredo Steglich como o novo Intendente (Prefeito) do Município de Ijuí, no lugar do Cel. Antônio Soares de Barros, Cel. Dico. 

    Histórica foto registrada pelas lentes do fotográfo Alfredo Beck (integrante da Coleção Beck  do Museu Antropológico Diretor Pestana de Iju). Interessante observar ainda que ao fundo da foto aparece a cidade de Ijuí nos seus primeiros anos de vida como município.

    Usina Elétrica (Usina Velha) no rio Potiribú, em 1923, bem no início de sua construção. Foto faz parte da Coleção Ijuí do Museu Antropológico Diretor Pestana - MADP, publicada o livro "História Visual da Formação de Ijuí", organizado por MARQUES, Mário Osório; GRZYBOWSKI, Lourdes Carvalho.  Livraria UNIJUÍ Editora, p. 101. No ano de 1924, já estava em pleno funcionamento.

    Postar um comentário