segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Inéditas fotos do arquivo fotográfico da família Walter - Ijuí nos anos 30-40 ...!

Vista do lado oeste da Praça da República de Ijuí na década de 40, após sua remodelação. No centro da Praça o monumento em homenagem ao centenário da Imigração Alemã, inaugurado em 1924. A rua do Comércio arborizada, com postes de luz no meio. A esquerda e na esquina o majestoso prédio do Banco Nacional do Comércio, destruído na década de 80 para dar lugar ao Banco Nacional e hoje lojas. Na direita a antiga Intendência e Prefeitura de Ijuí. Aos fundos uma magnífica visão do morro dos Capuchinhos, da região da FIDENE/UNIJUÍ/São Geraldo... REGISTRO IMPORTANTE e FONTE DAS FOTOS: Todas essas fotos somente foram possíveis e disponibilizadas graças ao esforço de Cristiano Paul Walter, representante da 4a. Geração da Família Walter.


Outra visão da Praça da República de Ijuí dentro da nova configuração idealizada por Emílio Martin Bührer (prefeito eleito de 28/01/1938 a 17/12/1943), procurando marcar sua administração sobre seu antecessor Antonio Soares de Barros, o Cel. Dico, que por muitos anos foi Intendente e Prefeito de Ijuí. O qual com a implantação do Estado Novo no Brasil, e em Ijuí, deixou definitivamente o poder na cidade, mudando-se para Porto Alegre.

Uma rústica na rua Benjamin Constant, frente da Prefeitura, na década de 30. Ao fundo se pode ver claramente bem a esquerda a sede dos jornais Correio Serrano e "Die Serra Post", Cinema Serrano, Igreja da Natividade, Casa Paroquial da Igreja Católica (o antigo Salão do São Luiz ainda não existia) e na esquina ainda não havia sido construído o Edifício Muraro.

Vista inédita da rua do Comércio na década de 30, sentido bairro/centro. Bem a esquerda o cruzamento com a rua Bento Gonçalves. Na esquina funcionava o comércio forte da Família Bührer. Na esquerda, bem no alto o majestoso prédio do Ruizinho.

Majestoso prédio da Escola Estadual, de primeiro Grau e hoje de Ensino Fundamental, Rui Barbosa - o Ruizinho, em 1938.

Igreja Evangélica - do Relógio, em frente a Praça da República, em 1931. Observa-se que a rua era calçada e havia postes de luz no meio da via pública.

Chegada ou saída de um trem de passageiro na Estação Ferroviária de Ijuí, também na década de 30. Na frente puxando os vagões uma poderosa "Maria Fumaça".

Em 1937 ocorreu um grande descarrilamento de trem em Ijuí, nos altos da rua do Comércio. Não temos mais detalhes sobre o acidente, apenas essas imagens. 



Desfile comemorativo ao "Dia do Colono e do Motorista", na rua do Comércio e Av. Cel. Dico. Década de 30.

Este carro alegórico está estacionado na rua do Comércio, em frente a casa do dr. Ulrich Kulmann. No lado direito (sentido Centro - Assis Brasil) está a residência do do Dr. Kulmann (que também foi Prefeito de Ijuí em 1928-29). Hoje ali funciona a Ótica Mário, lado de baixo da antiga casa comercial de Bernardo Gressler. O telhado que aparece ao fundo no prédio está hoje modificado, em relação a época.
Fotos da Igreja Adventista , na década de 30, localizada na rua Ernesto Alves.


Fotos do Moinho Walter na década de 30, situado na rua Bento Gonçalves.

Outro visual do Moinho Walter na década de 30.

Postal de Ijuí da década de 70/80.

Postal da Fonte Ijuí na década de 70/80.

Usina Velha no rio Potiribú em 1931

Canalização da água na Usina Velha, no rio Potiribú, em 1931.


As fotos a seguir são de membros da Família Walter nos altos da rua do Comércio, após os trilhos, nas proximidades onde hoje existe o edifício Moreno. A rua ainda não tinha calçamento. A iluminação no centro da via pública somente vinha até a Estação Ferroviária. Bem ao fundo, lado direito, se pode ver a grande mata que existia em Ijuí.




Provavelmente a família Walter andando na baixada da rua 20 de Setembro. Se pode ver uma ponte de madeira sobre o Canal da Avenida e no alto o Centro, se destacando a Igreja Evangélica e o prédio do Clube Ijuí.

Na Praça da República, provavelmente em frente a Igreja Evangélica. Aos fundos a casa Comercial Scharnberg, na esquina da rua 15 de Novembro com rua do Comércio.

Família Walter...

Entrega do título de Cidadão Ijuiense para Eugen Walter na 1ª Expo Ijuí - 1981.

Residência de Christian Walter na rua 20 de Setembro, esquina com a rua 24 de Fevereiro. Existe até os dias de hoje, muito bem conservada.

Nos fundos da residência de Christian Walter pode-se ver uma casa que existe até os dias de hoje na esquina da rua Floriano Peixoto com 24 de Fevereiro. Na direita um pouco da casa comercial de Nulrich Müller e aos fundos o centro da cidade.

Essa casa não existe mais na rua 20 de Setembro, esquina com 24 de Fevereiro, pois provavelmente estava localizada ao lado da residência de Christian Walter.

Frente da residência de Christian Walter na rua 20 de Setembro.

Centro da cidade de Panambi, RS, em 1960. No primeiro plano a direita a Praça Central e ao fundo a Igreja Evangélica.

O professor José Augusto Fiorin, graduado em História e pós-graduado em Ciências Sociais, reproduz em seu blog "Ciências Sociais em Debate" importante artigo publicado originalmente no Jornal "Hora H" de Ijuí, no dia no dia 27/03/2007, no qual revela que o “hobby” do imigrante alemão, Christian Walter, um dos proprietários do “Moinhos Walter” ou “Moinho Ijuí”, era – além de industrialista da farinha - também ser fotógrafo nos dias de folga. Reproduzimos abaixo o artigo disponível em: http://professorfiorin.blogspot.com.br/2008/11/o-imigrante-que-fotografou-iju.html




Postar um comentário