domingo, 14 de setembro de 2014

Na Semana Farroupilha um pouco da história do Centro de Cultura Nativa Piazito Carreteiro de Ijuí, com sede no bairro da Penha, na rua Marechal Mallet

Sede da Entidade na rua Marechal Mallet, s/nº, no Bairro da Penha



Lema: “NÃO É POR PEQUENO QUE O PIAZITO NÃO POSSA TOCAR A CARRETA”.

      O Grupo Folclórico Piazito Carreteiro, hoje chamado Centro de Cultura Nativa Piazito Carreteiro, foi fundado em 17 de Setembro de 1977, por um grupo de jovens, alunos da Escola Cenecista Soares de Barro de Ijuí, simpatizantes da causa tradicionalista. Grupo esse que surgiu em um galpão, nos fundos da Escola, sob a coordenação do casal Wilson e Suzana Gehn. O mesmo foi registrado no MTG - Movimento Tradicionalista Gaúcho sob nº 559, como Grupo Folclórico e somente em 26 de abril de 1987 passou a ter a denominação atual.
      A primeira prenda da entidade foi a Srta. Aldacy Bazzan, e muitas prendas sucederam-na durante estes 37 anos. Entre elas destacamos as prendas representando o Centro de Cultura Nativa Piazito Carreiro, e que foram prendas da 9ª Região Tradicionalista:

Prendas Mirins: 

1981- Rejane W. da Silva 2ª prenda; 
1982 - Lara Silva 1ª prenda; 
1983 - Simone Brum 2ª prenda; 
1984 - Simone Zoner 1ª prenda; 
1985 - Tassiara A. Costa 3ª prenda; 
1989 - Cátia Silva 2ª prenda; 
1991 - Letícia Idalêncio 2ª prenda; 
1993 - Aline da Cunha 3ª prenda; 
1997 - Pamela W. Schock 2ª prenda.

Prendas Juvenis:

1983 Rejane W. da Silva 3ª prenda; 
1984 Zelaine L. Schmidt – 2ª prenda; 
1985 Lara Silva 1ª prenda; 
1987 Luciana de Ávila - 3ª prenda;
 1990 Deyse J. Souza 1ª prenda; 
1994 Luciana Bohrer 3ª prenda;
 2002 Silvana M. Birmann 2ª prenda.

Prendas Adultas:

1981 1ª prenda e 2ª prenda do RS; 
1982 Márcia A Brum 1ª prenda;
1984 Marisa Zoner - 3ª prenda; 
1985 Eloide Wildner 3ª prenda;
199l Márcia da Silva 3ª prenda;
1994 Deise C. Centofane 3ª prenda.

     Nos anos de 78, 79, 80 e 84 as Invernadas artísticas realizaram viagens pelo Brasil e exterior, divulgando o folclore e a cultura gaúcha, sendo que em 1979 a Invernada adulta realizou apresentações de danças nas cidades do Rio de Janeiro e Brasília a convite da direção nacional das Escolas Cenecistas.
      No ano de 1996, iniciou-se uma nova fase no Piazito Carreteiro, uma vez que começaram as obras para a construção da nova e atual sede, construída em frente ao antigo galpão, concluída no ano de 1999.
      Em março de 2003, foi inaugurado o galpão crioulo, construído nos fundos da sede da entidade, durante a 1ª Festa Galponeira e 1ª Mostra de Doces Campeiros que se realiza no mês de março de cada ano.
     Muitos projetos elaborados pelas prendas continuam a fazer parte das atividades da entidade. Como a "Tarde de Lazer e Tradição", realizado durante a Semana Farroupilha, pelas prendas da entidade com a coordenação do departamento artístico e cultural.

   Desde sua fundação, ocuparam o cargo de patrão os seguintes tradicionalistas: 

Osmar Fernandes, Antonio de Moraes, Paulo Queiroz da Silva, Nicanor F. de Carvalho, Milton Nivaldir da Silva, José Alberi Noronha, Amauri Friedrich, Dilma Porto, João Adão da Silva, Sebastião B. Costa, Valdemar C. Spanemberg, Ataídes P. de Ávila, Luiz C. Montagner, Remi A. Camatti, Luiz T. de Souza, Leopoldo Silveira, Gelson Ramos, João Camargo, Carlos V. Mundins, José Valmor Brites, Cícero G. Forgiarini, Mauro R. Bertoldo, Darci Steffler.


Fonte: As informações acima foram extraídas - em 2013 - do seguinte site: http://www.projetos.unijui.edu.br/ueti/gauchos/hi.html
Observação: Infelizmente este site no momento encontra-se fora do ar.

UM DEPOIMENTO SOBRE A FUNDAÇÃO DO GRUPO PIAZITO CARRETEIRO:


Da esquerda para a direita: Eliane, Sérginho, Tânia, Ivonei, Elenir, Marcos, Leila, (irmã Tânia, in memoriam), Ademar. Sentados: Chico Noll e Rosane Azevedo. Todos lindos! Fonte da foto: Arquivo pessoal de Elenir Frós.






















Olha Luis Carlos Ávila - Bagé o começo do Grupo Piazito Carreteiro foi assim, segundo depoimento via Facebook, de Elenir Frós, membra e fundadora do Grupo:

    "Tínhamos que apresentar um trabalho na Escola Soares de Barros, localizada no Bairro da Penha, em Ijuí, então tive a boa idéia de tentar reunir meus colegas para uma apresentação de músicas e danças gaúchas. Então convidei o Edem Frós (meu irmão) para tocar gaita, Ivanildo Frós (também meu irmão)  para tocar violão e Jandir Gottschefski (na época era conhecido como rato) também no violão. Convidei ainda o Vilson Ghen e Suzana Ristow Ghem (ótimos professores de danças gaúchas).

     Assim acabamos por montar um Grupo de Músicas e Danças Gaúchas. Vou tentar relacionar os nomes - não querendo esquecer nenhum deles: eu Elenir Frós,Tânia Aimmi, Salette Turra, Rosane Scalei, Aldaci Bazan, Elizabete Sartório, Marli Scalei, Rosana Bazan, Rosi Pires, Roseli Feldman, Ademir Rorato, Osmar Fernandes, Nilvo Basso, Rui Soardi, Ronaldo Calegaro, Paulo Schwerz, Bazan de Augusto Pestana que não recordo o nome. (Se esqueci de alguém me desculpem, pois faz muito tempo).

     Nos reuníamos na Escola Soares de Barros para ensaiarmos semanalmente. Tínhamos que ter alguém da Secretaria da escola então convidamos o Sr.Paulo Queiroz.

      Num de nossos ensaios fizemos uma votação para colocarmos o nome do Grupo e ganhou então o nome: " Piazito"!  Passou a ser então o "GRUPO FOLCLÓRICO "PIAZITO CARRETEIRO" dos alunos da Escola Cenecista Sores de Barros (alunos do período noturno).

     O evento de fundação oficial do Grupo ocorreu na sede do Clube Aquático Tiarajú de Ijuí, na data do meu aniversário que foi dia 17/09/1977 (nasci dia 17 e registrada dia 18). Na oportunidade também foi comemorado meus 19 anos e também o inicio do nosso Grupo Folclórico.A partir deste dia nosso Grupo começou a participar de vários eventos, como rodeios, apresentações durante a Semana Farroupilha, etc. Também algumas vezes representamos a Escola Soares de Barros na semana "CENECISTA", onde também estudávamos. Sempre com o apoio do sr. Paulo Queiroz e os professores Suzana e Vilson Ghen, na coordenação do Grupo.
  ....Isso que estou relatando é exatamente como foi o início do "Grupo Folclórico Piazito Carreteiro". Deve ter mais registros na Escola Soares de Barros. Ainda tem pessoas que moram em Ijuí e que estavam juntos no nosso Grupo, os quais poderão dar também seus depoimentos... Com o passar do tempo a turma (que estudava e participava do Grupo) se formou na Escola e foram mudando de cidade e até de estado, como no meu caso que moro em Florianópolis, Santa Catarina." 
                                                                                                                                  Abraços à todos! 
                                                                                                                                       Elenir Frós
Postar um comentário