domingo, 3 de agosto de 2014

Arquiteto Clóvis Ilgenfritz da Silva crítica a Administração Municipal de 1975 (do então prefeito Emídio O. Perondi) por desvalorizar e desrespeitar o Plano Básico de Desenvolvimento de Ijuí criado e aprovado durante a Administração do prefeito Sady Strapazzon, em 1972.

      Na época da denúncia o arquiteto Clovis Ilgenfritz da Silva na época (em 1975) era vice-presidente do CREA e do Instituto dos Arquitetos do RS.  

Para saber mais:

- Texto do Primeiro Plano Básico de Desenvolvimento Municipal de Ijuí foi lançado e executado na administração do prefeito Sady Strapazon - janeiro de 1969 a janeiro de 1973.

Um pouco da biografia de Clovis Ilgenfritz da Silva:
 
Clovis I. da Silva em 1997.
      Clovis Ilgenfritz da Silva (Ijuí, 13 de março de 1939) é um arquiteto, urbanista e político brasileiro, do PT. Filho de Ruben Kessler da Silva, ex-prefeito de Ijuí pelo PSD. É formado em arquitetura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Como arquiteto e urbanista tem experiência especialmente nas áreas de habitação popular e planejamento urbano.
        Foi candidato a deputado federal quatro vezes, sendo que na primeira, em 1982, foi o candidato mais votado do PT, mas apesar disso não conseguiu ser eleito. Foi também candidato a vice-prefeito de Porto Alegre em 1985 e a governador do Rio Grande do Sul em 1986.
       Eleito vereador de Porto Alegre em 1988, sendo reeleito para quatro sucessivos mandatos até 2000. Concorreu a deputado federal na eleição de 1998, conseguindo suplência e tendo assumido o cargo em 2001. Foi nomeado conselheiro da AGERGS.
        Clovis Ilgenfritz também foi professor universitário, lecionando na Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal do Rio Grande do Sul de 1972 a 1977.

Jornal Correio Serrano do dia 20/09/1975.
Postar um comentário