quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Um pouco do grande e incansável trabalho realizado pelas Escolas Rurais de Ijuí desenvolvido no ano de 1970 até os dias atuais - em prol do ensino da comunidade ijuienses e regional!

Escola Estadual de Ensino Fundamental Pedro Maciel no Distrito do Itaí, desde 1969. Blog da escola: http://escolapedromaciel.blogspot.com/
Reprodução de artigo publicado no jornal Correio Serrano do dia 19/10/1970, p. 12.
Escola Estadual de Ensino Fundamental 6 de Agosto da Linha 6 Norte - Esquina Irgang, Distrito do Chorão. A Escola foi criada em agosto de 1956, mas iniciou suas atividades escolares somente em março de 1957. Blog da Escola: http://escola6deagosto.blogspot.com/

Escola Estadual Giovana Margarita localizada no Distrito de Floresta, e foi fundada em 1936. Blog da Escola: http://escolagiovanamargarita.blogspot.com/

Escolas rurais de Ijuí - a partir de 2013 - receberão novo material didático

A partir de 2013, os estudantes do primeiro ao quinto ano do Ensino Fundamental de escolas públicas da área rural, seriadas e multisseriadas, receberão livros didáticos específicos. As obras serão selecionadas dentro do Programa Nacional do Livro Didático do Campo (PNLD Campo) e vão substituir os cadernos de ensino e aprendizagem e outros materiais impressos usados hoje nas salas de aula.
De acordo com a Resolução nº 40/2011, cabe ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e à Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) elaborar os editais de convocação, avaliação e seleção dos livros. As obras do PNLD Campo compreendem a alfabetização matemática, letramento e alfabetização, Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História e Geografia, integradas em coleções multisseriadas ou seriadas, disciplinares, interdisciplinares ou por área do conhecimento.
O secretário Municipal de Educação, Eleandro Lizot, afirmou que acredita que isso vai provocar alteração no Programa Livro na Escola e que, provavelmente, incluirá os alunos que fazem parte da Escola Municipal de Ensino Fundamental Joaquim Nabuco. A coordenadora pedagógica da 36ª Coordenadoria Regional de Educação, Sueli Terezinha Conceição dos Santos, afirmou que as escolas rurais que fazem parte da área de abrangência da 36ª também serão beneficiadas com o material didático.
Os livros serão dos estudantes e professores, sem necessidade de devolução ao final do ano letivo. A distribuição integral das obras será feita a cada três anos e, nos anos seguintes, o FNDE fará reposição para atender às novas matrículas. Os dicionários e obras complementares para as escolas rurais continuarão sendo fornecidos pelo PNLD, como ocorre atualmente.
A quantidade de livros a ser enviada para as escolas rurais depende do número de matrículas registradas no censo escolar, que é realizado a cada ano pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). Conforme o calendário que acompanha a resolução, em 2013 o PNLD Campo fará distribuição integral dos livros didáticos; em 2014 e 2015, fará complementação para cobertura das matrículas adicionais.

A partir de 2013, os estudantes do primeiro ao quinto ano do Ensino Fundamental de escolas públicas da área rural, seriadas e multisseriadas, receberão livros didáticos específicos. As obras serão selecionadas dentro do Programa Nacional do Livro Didático do Campo (PNLD Campo) e vão substituir os cadernos de ensino e aprendizagem e outros materiais impressos usados hoje nas salas de aula.

De acordo com a Resolução nº 40/2011, cabe ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e à Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) elaborar os editais de convocação, avaliação e seleção dos livros. As obras do PNLD Campo compreendem a alfabetização matemática, letramento e alfabetização, Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História e Geografia, integradas em coleções multisseriadas ou seriadas, disciplinares, interdisciplinares ou por área do conhecimento.

O secretário Municipal de Educação, Eleandro Lizot, afirmou que acredita que isso vai provocar alteração no Programa Livro na Escola e que, provavelmente, incluirá os alunos que fazem parte da Escola Municipal de Ensino Fundamental Joaquim Nabuco. A coordenadora pedagógica da 36ª Coordenadoria Regional de Educação, Sueli Terezinha Conceição dos Santos, afirmou que as escolas rurais que fazem parte da área de abrangência da 36ª também serão beneficiadas com o material didático.

Os livros serão dos estudantes e professores, sem necessidade de devolução ao final do ano letivo. A distribuição integral das obras será feita a cada três anos e, nos anos seguintes, o FNDE fará reposição para atender às novas matrículas. Os dicionários e obras complementares para as escolas rurais continuarão sendo fornecidos pelo PNLD, como ocorre atualmente.

A quantidade de livros a ser enviada para as escolas rurais depende do número de matrículas registradas no censo escolar, que é realizado a cada ano pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). Conforme o calendário que acompanha a resolução, em 2013 o PNLD Campo fará distribuição integral dos livros didáticos; em 2014 e 2015, fará complementação para cobertura das matrículas adicionais.

Fonte: Texto original publicado no site do Jornal da Manhã do dia 10/09/2011.
Postar um comentário