sábado, 4 de dezembro de 2010

Debate e polêmica: Presença de representação indígena na FENADI


 Aldo Berro, professor de história em Ijuí, pesquisador de culturas, sociedades e povos antigos, através de um excelente artigo em seu blog:http://alboberro.blogspot.com/2010/10/fenadi-2010-polemica-etnica.html levanta o debate e a polêmica sobre a presença ou não de representação dos povos indígenas dentro do Movimento Étnico denominado de FENADI - Feira Nacional das Culturas Diversificadas de Ijuí, sugrido em 1985, e realizada anualmente nas dependências do Parque de Exposições Wanderley Burmann.
O questionamento de Aldo surge diante do fato de que a FENADI foi criada com o principal objetivo de “resgatar” algumas coisas das culturas dos grupos “colonizadores” que vieram aqui se instalar para tornar  possível a existência da Colônia de Ijuí. Portanto, como a cidade de Ijuí foi formada exclusivamente por famílias de colonos europeus oriundos das colônias velhas já criadas pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul no século XIX, não há embasamento histórico e social da participação e o envolvimento dos grupos indígenas ou ameríndios na proposta da FENADI, sem que com isso venhamos desvalorizar ou reconhecer que certamente, antes mesmo do “homem branco” chegar por aqui, eles já habitavam essas terras, e certamente também tiveram um papel importante na construção e progresso da cidade de Ijuí.
No final do artigo Aldo coloca ainda: “...Se a questão é se deve-se ou não criar um espaço para os “índios”, é claro que sim, mas com o devido respeito e importância que os mesmos merecem, e principalmente que nós historiadores, os ajudemos a resgatar a historia que os ditos civilizados fizeram questão de destruir, pois hoje se os indígenas estão na condição que estão é porque perderam sua cultura, destruída pelos colonizadores, e pelo preconceito de pessoas que os vem como diferentes do homem branco e que não devem ter uma vida contemporânea, com todas as comodidades que temos”.
Postar um comentário