quarta-feira, 21 de agosto de 2013

CERILUZ, sede em Ijuí, completou 47 anos de história e muita energia!







 A Ceriluz esteve de aniversário no último dia 20 de agosto. Fundada em 1966 com o propósito de levar energia elétrica a um pequeno grupo de agricultores, 160 propriedades rurais, hoje ela alcança mais de 14,5 mil associados, fornecendo a energia para o fomento de propriedades rurais, residências, comércios e indústrias, inclusive em centros urbanos. São 47 anos de história que exigiram a superação de grandes desafios, cujos resultados fizeram da Ceriluz uma das mais importantes cooperativas brasileiras. Sendo uma das pioneiras na geração de energia, busca retomar a autossuficiência, garantindo tarifas justas a todos os associados consumidores de energia.
O presidente Iloir de Pauli comenta que a formação da Ceriluz está dividida em três fases distintas. A primeira, de construção das primeiras redes; a segunda, de ampliação da área de ação agregando regiões inicialmente não previstas e, a última, de consolidação da qualidade da energia, com a implantação de subestações, alimentadores, novos equipamentos, além da construção das suas usinas, três atualmente: usinas Nilo Bonfanti, José Barasuol e RS-155. “Chegamos aos 47 anos da Ceriluz e podemos dizer que temos uma estrutura muito boa, que dá segurança para continuar a distribuir energia de qualidade”, afirma o presidente. Iloir lembra que a estabilização da Cooperativa permitiu o investimento no chamado Programa Além da Energia, que disponibiliza vários benefícios sociais, entre eles o Plano de Saúde, Seguro Residencial, Auxílio Funeral e os encontros de comunidade. Para o futuro, o objetivo é garantir o padrão de energia exigido pelos consumidores da Ceriluz, sempre praticando uma tarifa justa, conforme comenta o presidente. “Queremos construir uma estrutura para que a Ceriluz possa ser referência na distribuição de energia e proporcionar benefícios aos seus associados. Para isso temos o nosso planejamento que visa superar situações difíceis e garantir energia de qualidade”.
 Outro fato que a Ceriluz comemora nesta semana, especificamente neste dia 21 de agosto, é o primeiro ano de operação comercial da Usina RS-155. O presidente salienta que este foi um período de ajustes, com acertos de detalhes do projeto. “Esse primeiro ano nos deu uma referência importante na capacidade de geração desta usina. Nós investimos e ela trouxe resultados excelentes, com isso acreditamos que podemos continuar investindo em geração de energia”, conclui o presidente.


UM POUCO MAIS SOBRE A HISTÓRIA DA CERILUZ...

Atualmente existem duas organizações Jurídicas compondo o Grupo CERILUZ. A primeira é a Cooperativa Regional de Energia e Desenvolvimento Ijuí Ltda - CERILUZ DISTRIBUIÇÃO - que é responsável pelo abastecimento de energia entre os associados. A segunda é a Cooperativa de Geração de Energia e Desenvolvimento Social Ltda - CERILUZ GERAÇÃO - responsável pela produção de energia elétrica e por atividades sociais junto aos associados. No contexto geral, contudo, as duas organizações, suas direções e colaboradores se comportam como sendo uma só e trabalham buscando a melhor energia possível ao seu quadro de associados.

CERILUZ DISTRIBUIÇÃO

 A Cooperativa Regional de Energia e Desenvolvimento Ijuí Ltda - CERILUZ DISTRIBUIÇÃO - surgiu em 20 de agosto de 1966, na época, com o nome de Cooperativa de Eletrificação Rural Ltda., no qual, apenas mais tarde se insere a palavra Ijuí, em reconhecimento ao município de origem. Ela surge por iniciativa de 11 agricultores do Distrito de Mauá, com o compromisso de gerir e executar o projeto de eletrificação de 160 propriedades rurais das localidades de Alto da União, Linha 06 Leste e Mauá.
Devido às dificuldades em obter recursos oficiais junto ao governo, foi apenas no início da década de 1970 que foram construídas as primeiras redes de distribuição, beneficiando outras comunidades do município e não às sugeridas inicialmente, uma vez que estas já tinham recebido a eletrificação através da iniciativa do Poder Público.
Passadas as dificuldades iniciais, a pequena Cooperativa cresceu. Cada vez mais localidades e municípios passaram a solicitar os seus trabalhos e a Ceriluz estendeu suas raízes, atingindo atualmente o meio rural de treze municípios em sua totalidade e outros onze parcialmente, incluindo sedes como nos municípios de Coronel Barros, Nova Ramada, Bozano e áreas industriais, como acontece no contorno de Ijuí. Por algum tempo, entre as décadas de 1980 e 1990, a cooperativa expandiu suas atividades implantando lojas de material elétrico e eletrodomésticos.
Foi também na última década do século XX que a cooperativa passou a investir na substituição de redes monofásicas por trifásicas e continuou a substituição dos postes de madeira por postes de concreto, que hoje compõem toda sua estrutura de distribuição. Ainda nesse período a cooperativa passou a buscar a autossuficiência, objetivo concretizado em 2005, a partir da construção da Pequena Central Hidrelétrica Nilo Bonfanti (1999), no rio Buricá, em Chiapetta, e da José Barasuol (2004), no rio Ijuí.
Em 2006, ocorreu a fragmentação da Cooperativa de Eletrificação Rural Ijuí Ltda., que passou seus ativos da geração para a Cooperativa de Geração de Energia e Desenvolvimento Social Ltda – CERILUZ GERAÇÃO, recém criada. A cooperativa voltada à distribuição recebe oficialmente o nome de Cooperativa Regional de Energia e Desenvolvimento Ijuí Ltda.

Na história desta renovada organização destaca-se a assinatura do Contrato de Permissionária de Serviços Públicos junto a ANEEL, ocorrido no dia 26 de maio de 2010, que a torna regulada pela mesma agência. Pelo contrato a Ceriluz passa a gerenciar a infraestrutura de distribuição, que passa à União. O prazo de validade deste contrato é de 30 anos com a possibilidade de renovação por igual período pela Cooperativa. A regularização também determina a área de atuação da Ceriluz, o que não permite que concessionárias invadam seu espaço em busca de clientes e ao mesmo tempo impede a Ceriluz de sair de sua zona de abrangência.

DADOS GERAIS

Denominação: CERILUZ – Cooperativa Regional de Energia e Desenvolvimento Ijuí Ltda.
CNPJ: 87.656.989/0001-74
Inscrição Estadual: 065/0021908
Endereço: Rua do Comércio, 921. Sala “A”. CEP 98700-000. Bairro Centro. Ijuí/RS.
Fone/Fax: (0xx 55) 3331-9100

DIRETORIA

Presidente: Iloir de Pauli
Vice-presidente: Valmir Elton Seifert
Secretário: Romeu Ângelo de Jesus

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO EFETIVO
1º vogal: Luiz Vieira
2º vogal: Roberto Heuser
3º vogal: Roque Costa Beber
4º vogal: Luiz Auri Visioli
5º vogal: Grasieli de Siqueira Beier

 CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO SUPLENTE

1º vogal: Valdir Bönmann
2º vogal: Leonildo Fernandes de Ávila
3º vogal: Paulo Claudio Dolovitsch
4º vogal: Luciano Lorenzoni
5º vogal: Valdir Domingos Zardin

CONSELHO FISCAL EFETIVO

Evandro Lanzarin
Sonia Sangiovo Dallabrida
Rosemara Beck

CONSELHO FISCAL SUPLENTE

Lucídio Colatto
Valmir Varini
Lorinda de Conto

 CERILUZ GERAÇÃO
 
A Cooperativa de Geração de Energia e Desenvolvimento Social Ltda - CERILUZ GERAÇÃO - foi criada em 06 de junho de 2006 pelos associados da Ceriluz Distribuição. 

A usina mais antiga da Ceriluz Geração foi construída no ano de 1999, ainda pela Cooperativa de Distribuição, recebendo inclusive o nome do ex-presidente Nilo Bonfanti. Esta PCH está situada no Rio Buricá, no município de Chiapetta e as obras de construção desta usina iniciaram em julho de 1998, sendo concluídas em agosto de 1999. A PCH Nilo Bonfanti teve um investimento aproximado de R$ 1,2 milhões, obtidos mediante financiamentos e possui uma capacidade de geração de 0,68 Megawatts (MW).

 Em fevereiro de 2004 foi inaugurada a Usina José Barasuol, localizada no município de Ijuí, no leito do rio Ijuí. A potência nominal desta usina é de 13,5 MW, o que a configurou como a maior usina do cooperativismo brasileiro. Os primeiros encaminhamentos e estudos para a construção desta usina começaram em 1998 e as obras em 2002. Os investimentos se aproximam dos R$ 25 milhões, custeados pela própria Cooperativa e por empréstimo obtido junto ao Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul- BRDE. 


No dia 17 de outubro de 2007 foi inaugurada a Minicentral Hidrelétrica, um novo grupo gerador anexo à barragem da Usina José Barasuol. A Minicentral exigiu um investimento de R$ 2,4 milhões, custeados com recursos próprios da Cooperativa. A sua capacidade de geração é de 0,83MW, energia limpa e sustentável uma vez que aproveita a vazão sanitária com este objetivo.



 

Em dezembro de 2009 iniciaram as obras de construção da Usina RS-155. Esta usina terá uma capacidade instalada de 6 MW, com um excelente aproveitamento de água se comparada às demais usinas já em funcionamento. O projeto prevê um investimento de R$ 40 milhões, divididos em recursos próprios e financiamentos.



ALGUNS DADOS GERAIS:

Denominação: CERILUZ GERAÇÃO – Cooperativa de Geração de Energia e Desenvolvimento Social Ltda.
CNPJ: 08.290.060/0001-06
Inscrição Estadual: 065/0123611
Endereço: Rua do Comércio, 921. Sala “B”. CEP 98700-000. Bairro Centro. Ijuí/RS.
Fone/Fax: (0xx 55) 3331-9100

DIRETORIA

Presidente: Iloir de Pauli
Vice-presidente: Valmir Elton Seifert
Secretário: Romeu Ângelo de Jesus

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO EFETIVO

1º vogal: Luiz Vieira
2º vogal: Roberto Heuser
3º vogal: Senio Reinoldo Kirst
4º vogal: Leonildo Fernandes de Ávila
5º vogal: Luiz Fernando Baroni

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO SUPLENTE

1º vogal: Rosemara Beck
2º vogal: Alcides Guarda Lara
3º vogal: Lucidio Colatto
4º vogal: Evandro Lanzarin
5º vogal: Olyntho Fiorin

CONSELHO FISCAL EFETIVO

Dolair Terezinha Sarturi Schneider
Valdir Domingos Zardin
Luciano Lorenzoni

CONSELHO FISCAL SUPLENTE

Valmir Varini
Grasiele de Siqueira Beier
Lorinda de Conto

CERILUZ EM NÚMEROS

A Ceriluz tem sua sede administrativa localizada no município de Ijuí e atende outros 24 municípios da região Noroeste do Rio Grande do Sul, conforme lista abaixo. Para garantir a segurança e o respeito à área de ação de outras cooperativas e concessionárias, a área é perfeitamente demarcada por inhas poligonais identificadas por sistema de geo-referenciamento. 
 Essas poligonais foram estabelecidas no passado através de negociações, envolvendo não só a Ceriluz e demais cooperativas, como também as concessionárias de distribuição de energia elétrica e a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), que é o órgão regulador deste serviço.

13 Municípios atendidos:

São Valério do Sul (rural); Santo Augusto (rural); Inhacorá (rural); Chiapetta (rural); Catuípe (rural); Nova Ramada (rural e urbano); Ajuricaba (rural); Ijuí (rural e parte do urbano); Bozano (rural e urbano); Coronel Barros (rural e urbano); Augusto Pestana (rural); Jóia (rural); Boa Vista do Cadeado (rural);

11 Municípios atendidos parcialmente:

São Martinho; Alegria; Coronel Bicaco; Independência; Palmeiras das Missões; Condor; Giruá; Santo Ângelo; Entre Ijuí; Cruz Alta; Eugênio de Castro.

Escritórios de atendimento:

A Cooperativa possui quatro escritórios de atendimento:

* Ijuí - prédio da administração;
* Catuípe;
* Ajuricaba;
* Chiapetta.

Quadro social e funcional:


Quadro social: O quadro associativo da Ceriluz hoje é composto por 14.393 associados. São associados aqueles que integralizaram cota capital da Cooperativa, sendo ou não uma fonte consumidora ativa.
Quadro funcional: Hoje a Ceriluz Distribuição conta com 117 pessoas em seu quadro funcional. Na área de Geração de energia trabalham 32 funcionários.

Usinas:

A Ceriluz Geração possui atualmente três usinas em operação e uma em fase de construção:

* PCH Nilo Bonfanti (Chiapetta);
* Usina José Barasuol (Ijuí);
* Minicentral Hidrelétrica (Ijuí, junto à José Barasuol);
* Usina RS-155 (Ijuí, em construção)

 Número de subestações:

01- SE Ijuí (propriedade CEEE);
02- SE Chorão (propriedade Ceriluz);
03- SE Usina José Barasuol (propriedade Ceriluz);
04- SE Usina Nilo Bonfanti (propriedade Ceriluz);

Números gerais:

 - Transformadores monofásicos: 3.536.
- Transformadores trifásicos: 779.
- Postes: 41.034, sendo todos eles de concreto.
- Comprimento de Rede de Média Tensão: 2.927,82 km.
- Comprimento de Rede de Baixa Tensão: 1.307,19 Km.
- Total de Km de redes MT e BT: 4.235,01 Km.
- Energia Gerada / ano 2011: 80.208.493 kWh
- Energia Distribuída / ano 2011: 92.824.584 MWh
- Energia Adquirida / ano 2011: 97.622.384 kWh.

#Números referentes ao final do ano de 2011




Fonte dos textos e fotos antigas e recentes: Site da própria CERILUZ. Disponível em: http://www.ceriluz.com.br/

Postar um comentário