quinta-feira, 20 de março de 2014

Casa onde morou Chrysanto Leite - funcionário público do município de Ijuí

Reportagem publicada originalmente na revista STAMPA do Jornal da Manhã de Ijuí, em fevereiro de 2013.

UM POUCO DA HISTÓRIA DE VIDA DE CHRYSANTO LEITE:


CHRYSANTO LEITE - (Nome de rua que localiza na área central norte/leste da cidade de Ijuí. Inicia na Av. 21 de Abril (continuidade da rua Aristeu Pereira) e termina na rua Albino Brendler. São cinco quadras, sentido Sul/Norte. 

Chrysanto Leite nasceu em Palmeiras das Missões, em 25 de outubro de 1865. Participou do célebre combate do "Boi Preto", em 1893, em Palmeiras das Missões. Chegando em Ijuí, em 1910, trabalhou inicialmente como advogado e depois como Escrivão Judiciário. Com a criação do município de Ijuí em 1912, atendendo convite do então Intendente Antonio Soares de Barros - Cel. Dico, deixou a profissão de Escrivão para assumir a função de Tesoureiro Municipal, na qual esteve a frente até se aposentar.
Por outro lado, paralelamente também prestava serviços como advogado à comunidade. Foi um dos organizadores do Clube Ijuí. Embora não gostasse de política era simpatizante do Partido Republicano (que governava a cidade). No dia 29 de outubro de 1929, quando da tentativa da Coluna Prestes dominar a cidade de Ijuí, Chrysanto Leite foi um dos moradores da cidade a fazer parte do Corpo de Voluntários em prol da defesa da cidade. Ele estava no automóvel que junto com Dr. Bozano e outros foram de encontro a Coluna Prestes nas margens do rio Conceição. Foram recebidos a tiros pela Coluna Prestes. Dr. Bozano morreu na ocasião. Chrysanto Leite ficou gravemente ferido, entre outros, depois conseguiu se recuperar.  Veio a falecer no dia 22 de setembro de 1943, na cidade de Ijuí.

Fontes:
- ÁVILA, Luis Carlos. Guia Biográfico das Ruas de Ijuí, 1982.
- Detalhes sobre o ataque da Coluna Prestes a cidade de Ijuí visitar o Blog "Ijuí - RS - Memória Virtual", no link: http://ijuisuahistoriaesuagente.blogspot.com.br/2011/04/ataques-e-tentativa-da-coluna-prestes.html
Postar um comentário